Startupês - Entenda os termos utilizados no ecossistema do Emprendedorismo Inovador

O surgimento das startups e das novas empresas baseadas em inovação e tecnologia foi acompanhado da aparição de uma série de termos e palavras utilizadas para nomear e caracterizar processos, metodologias, etapas e outros fatos relacionados a este universo.

Entender o significado desses termos é fundamental para a ambientação desse contexto e para a boa utilização de todas as ferramentas e conhecimentos possíveis. Por isso, ao longo deste Glossário de Startup você encontrará as principais palavras presentes neste meio.

Selecionamos os termos com maior importância para o dia a dia de startups, além dos que mais aparecem em processos fundamentais para etapas como a criação e desenvolvimento de um negócio.

Confira aqui os principais conceitos e baixe nosso e-book gratuitamente.

ACELERADORA: As empresas aceitas por aceleradoras ganham acesso a uma ampla rede de relacionamentos, passam por mentoria e têm seu modelo de negócio aprimorado. Com isso, ganham visibilidade e credibilidade e se desenvolvem mais rapidamente. Em geral, as aceleradoras fazem pequenos aportes no negócio e recebem em troca um percentual que varia entre 5% e 20% das cotas da empresa.

ACORDO DE ACIONISAS: Documento societário que regula o relacionamento entre os sócios, além dos procedimentos de voto, venda de ações, administração e venda de participação da empresa, dentre outros aspectos que são de vital importância para o bom relacionamento estatutário.

Bootstrap ou Bootstrapping: Práticas para montar um negócio e tocar a operação apenas com recursos próprios, sem investidores.

BREAKEVEN: É quando o total das receitas de uma empresa se iguala ao total dos gastos. É um momento importante para startups, pois indica que suas receitas conseguem pagar seus custos e a empresa está mais próxima de ter lucro.

CEO (Chief Executive Officer):  Diretor geral ou presidente da empresa, é o cargo que está no topo da hierarquia operacional.

CFO (Chief Financial Officer): Diretor financeiro, é o profissional que comanda a administração e planejamento financeiro da empresa.

CIO (Chief Information Officer): Diretor de Tecnologia da Informação, fica responsável por toda a informática de uma empresa.

CMO (Chief Marketing Officer): Diretor de Marketing, coordena e administra todas as ações de Marketing da companhia.

COO (Chief Operating Officer): Diretor de Operações, é o braço direito do CEO e responsável por cuidar de perto do negócio da empresa.

CTO (Chief Technical Officer): Diretor técnico, mais presente em empresas de TI e indústrias, dirige ações de cunho tecnológico e/ou científico.

CLO (Chief Legal Officer): Diretor jurídico, é o responsável por proteger legalmente a empresa e deve garantir que as estratégias da companhia atendam as questões jurídicas.

Acesse o e-book completo clicando aqui!

 

Carlos Schulze

Regna Ventures
Entre em contato!